Lambic-Straight

 

    São cervejas azedas de fermentação espontânea de fazendas da área de Bruxelas e arredores, com vários séculos de tradição. Seus números estão constantemente diminuindo. Tradicionalmente, essas cervejas são espontaneamente fermentadas com leveduras e bactérias de ocorrência natural, predominantemente em barris de carvalho. O vale abriga mais de 200 leveduras selvagens e semi-selvagens, incluindo em especial, exemplares locais de Brettanomyces lambicus e B. bruxellensis.

Características

    É uma cerveja à base de no mínimo 30% de trigo não maltado, fermentado por uma variedade de microorganismos belgas, sendo pálida, complexa, azeda/ácida. Usa lúpulos muito maduros, envelhecidos 3 anos, apenas para protegê-la de oxidação, reduzindo o aroma e o amargor da cerveja. São Lambics de um único lote, sem misturas. Por não ser mistura, uma Straight Lambic é muitas vezes um verdadeiro produto do caráter da "casa", de uma fábrica de cerveja. Elas geralmente são servidas jovens (6 meses) e na torneira, como cervejas baratas, sem carbonatação e fácil de beber. Uma vez que as leveduras selvagens e bactérias irão fermentar todo o açúcar, elas são engarrafadas somente quando tiverem sido completamente fermentadas. As Lambics exigem de 1 a 3 verões para fermentar e maturar. Uma Lambic é servida sem carbonatação, enquanto a Gueuze é servida efervescente. As cervejas selvagens têm sabores selvagens: amadeirados, vínicos, ácidos, frutados, condimentados, levemente defumados, favoráveis à comida.

     Um exemplo comercial engarrafado é a Cantillon Grand Cru Bruocsella.

    Parâmetros Básicos: 5-6,5% álcool em vol.; IBU=até 10 (sem flavor de lúpulo); SRM=3-7 (cor de amarela pálido a dourada).