Flanders Oud Bruin

 

    Uma velha tradição de ale, indígena de Flandres Oriental, tipificada pelos produtos da cervejaria Liefman, que tem raízes de volta para os anos 1600. Historicamente fabricada como uma "cerveja de provisão", isto é, de guarda, que iria desenvolver algum azedume à medida que envelhecesse. Estas cervejas eram tipicamente mais azedas que os exemplares comerciais atuais. Enquanto as cervejas Flanders Red (marrom-avermelhadas) são envelhecidas em carvalho, as cervejas Oud Bruin (marrom envelhecidas) o são em recipientes abertos.

Características

    Podem ocorrer longo envelhecimento e mistura de cervejas jovens e envelhecidas, refermentando na garrafa e adicionando maciez e complexidade e balanceamento de qualquer caráter áspero e azedo. A cerveja fica macia com um agradável toque azedo, seco e complexo. O aroma apresenta notas de caramelo do malte, mas também amendoado e cerejas que dão um sabor próximo ao do vinho. A Flanders Oud Bruin é menos acética e mais maltada do que uma Flanders Red, e os sabores frutados são mais orientadas para o malte.

    Atualmente, temos no mercado brasileiro: Liefman’s Goudenband, Petrus Oud Bruin. Outras: Liefman’s Odnar, Liefman’s Oud Bruin.

    Parâmetros Básicos: 4-8% álcool em vol.; IBU=15-25 (sem flavor de lúpulo); SRM=15-20 (cor de marrom-avermelhada a marrom).