Implantar sua confraria

       

(Comemoração dos 20 anos do grupo do Amarante, no restaurante Eau)

 

Em 21 de fevereiro de 1983, fundei com a ajuda do grande e saudoso amigo, além de famoso jornalista enogastronômico Saul Galvão, o “Grupo do Amarante”. Foi ela a primeira confraria a realizar degustações de vinhos às cegas no Brasil, apoiadas em ficha de degustação por mim desenvolvida.

Nessas dezenas de anos, a rotina repetiu-se com degustações mensais temáticas seguidas de jantar em vários restaurantes de São Paulo. Todos os 10 confrades levam, além do vinho combinado, suas próprias taças de degustação padrão INAO, numa maleta especial do tipo 007, com capacidade para 8 copos. Os vinhos são servidos com os rótulos escondidos por papel-alumínio e os provadores colocam as suas pontuações e comentários nas fichas de degustação. Posteriormente, o coordenador computa os resultados e elabora o relatório da prova.

Posteriormente, diversas outras confrarias vínicas foram implantadas com a minha ajuda.

Se você estiver interessado em também montar a sua, me contate.