SAFRAS

          

 

Uma tabela de safras deve sempre ser analisada como apenas informativa e não como verdade absoluta. Antes de mais nada, porque apresenta somente uma média regional. Conforme o porte da zona considerada, as oscilações de qualidade de colheita podem ser mais ou menos significativas.

Dependendo do objetivo do consumidor, a nota pode vir a dar sábios conselhos. Por exemplo, se o interesse é adquirir determinado vinho de guarda para estocá-lo por um período médio ou longo, as colheitas com pontuações maiores são as mais recomendadas, por motivos óbvios. Entretanto, se você quiser consumir o vinho imediatamente, pode optar pelas safras menos badaladas, pois os vinhos produzi­dos nessas condições costumam ficar prontos mais cedo.

Outro fato conhecido pelos amantes do vinho é que normalmente os produto­res mais conceituados costumam elaborar ótimos vinhos, mesmo em safras mais complicadas.

E atenção: considere provisórias as notas das últimas três safras, pois ainda não decorreu tempo suficiente para avaliá-las com maior precisão.

Ao lado, apresento um resumo de uma compilação minha de safras, para a Mistral Importadora, das melhores colheitas (notas 10 e 9) das principais regiões vinícolas do mundo, por países, desde o ano de 1985: