Berliner Weisse

 
                                    
 

    A Berliner Weisse é uma especialidade regional de Berlim e, por lei, só pode ser fabricada na capital alemã, porque goza da proteção legal de uma denominação de origem controlada. Ela possui apenas uma fração de apenas 1% de participação de mercado na Alemanha, mas ainda é bastante popular em torno de Berlim Apenas uma cervejaria tradicional continua a produzir o produto, a Berliner Kindl.

    A Berliner Weisse é, também, uma ale a base de trigo. Assim como muitas das ale belgas é fermentada tanto com leveduras, quanto com bactérias lácticas. A parente mais próxima da Berliner Weisse no gosto, embora não em teor de álcool, é talvez a Gueuze belga.

    Hoje, a Berliner Weisse é feita geralmente a partir de cerca de 25-30% de trigo maltado pálido, mas em tempos passados, ela podia ser feita com até o dobro dessa quantidade. O restante dos grãos são sempre malte de cevada pálido.

    A Berliner Weisse é uma ale ácida, azeda, frutada, altamente efervescente e refrescante, especialmente em dias quentes de verão. Ela tem sido descrita por alguns, como a cerveja mais refrescante do mundo. A Berliner Weisse é relativamente baixa em álcool, sendo por isso enquadrada na categoria mais baixa do imposto alemão de cerveja, a Schankbier.

    Devido à sua acidez e azedia, a Berliner Weisse quase nunca é consumido pura, isto é “ohne Schuss”. Em vez disso, ela é bebida "mit Schuss", isto é, com uma dose de xarope doce de framboesa ('himbeer') ou aspérula ('waldmeister'). Por causa das cores dos xaropes, os berlinenses muitas vezes encomendam a sua Weisse simplesmente pedindo  por uma "Ein Rotes" (em vermelho) ou "Ein Grünes" (em verde).

    Todas as Berliner Weisse, hoje em dia, vem exclusivamente em garrafas de 0,33 litros. Ela deve ser servida em um cálice de enorme aba em forma de bacia, cerca de duas vezes o tamanho da garrafa, porque ela é extremamente efervescente, espumando quase como um champanhe.

    Confesso que gosto bastante deste estilo, entretanto sem xaropes. Desta forma, a cerveja fica bem austera, muito ácida e azeda, mas sendo bastante refrescante.

 

Características

    Tem uma cor palha muito pálida, sendo a mais clara de todas as cervejas de trigo alemãs. A limpidez varia de claro a um pouco nebuloso. Sempre efervescente, com muita carbonatação.

    Apresenta um aroma azedo, algo ácido. Podendo ter até um caráter moderadamente frutado, devido aos ésteres. O frutado pode aumentar com a idade e um caráter florido pode se desenvolver. Um aroma leve de Brettanomyces pode estar presente.

    No sabor, uma acidez lática predomina, podendo ser bastante forte, embora não tão ácida quanto uma Lambic belga. Alguns sabores de pão e grão de trigo são geralmente perceptíveis. O gosto amargo do lúpulo é extremamente baixo. A doçura do malte está ausente. O corpo é o mais leve dentre todas as cervejas de trigo alemãs. O final de boca é muito seco.

    Atualmente, temos no mercado brasileiro: Berliner Kindle Weise.

    Parâmetros Básicos: 2,8-3,8% álcool em vol.; IBU=3-8 (flavor do lúpulo vai de não perceptível a muito baixo); SRM=2-3 (cor amarelo-palha).