Prova de Tintos Finos Brasileiros

03/03/2011 00:00

A revista Go Where Gastronomia organizou uma interessante prova às cegas com 10 dentre os melhores tintos finos nacionais, gaúchos e catarinenses. Como critério, foi selecionado apenas um exemplar por vinícola. O resultado foi o seguinte:

 

Vinhos                                                         Grupo      JOA

1º Salton Desejo Merlot 2006                           90,3         91

2º Luiz Argenta Cuvée 2005                             89,9         90,5

3º Quinta do Seival Castas

    Portuguesas 2005, Miolo                              89,2         88

4º Innominable Lote III 2004/2007,

    Villaggio Grando                                          88,4         88,5

5º Villa Francioni Tinto 2005                             87,6         87,5

6º Miolo Merlot Terroir 2008                             86,5         87

7º Aurora Millésime Cabernet Sauvignon 2008    85,0         85

8º Don Laurindo Reserva 10 Anos Tannat 2005   84,3         84,5

9º Quorum Grande Vindima 2005, Lidio Carraro  83,0         84

 

Comentários: Em várias degustações às cegas que eu participei, o Desejo Merlot 2006 (assim como os 2004 e 2005) sempre se colocou entre os primeiros, assim como os Miolo Merlot Terroir 2004 e 2005. Entretanto, o Merlot Terroir, da safra 2008, mostrou-se num patamar ligeiramente abaixo dos mencionados anteriormente. O Desejo apresentou uma cor rubi escura e um bouquet de frutas vermelhas maduras com um leve toque de coco, vindo do carvalho. No palato, seu ponto alto, mostrou um sabor frutado intenso e macio, com boa acidez, muita elegância e um retrogosto com boa permanência. A Luiz Argenta, que para quem não sabe comprou os vinhedos da famosa e pioneira “Granja União”, vem obtendo ótimos resultados com os seus Cuvée Cabernet Sauvignon/Merlot 2005 e Gran Reserva Merlot 2005. A Quinta do Seival, propriedade da Miolo na Fronteira Gaúcha produz três ótimos tintos: o Sesmarias, o Quinta do Seival Cabernet Sauvignon (os dois melhores) e o Quinta do Seival Castas Portuguesas. Este último emprega as variedades lusas Touriga Nacional, Tinta Roriz ou Aragonez e Alfrocheiro. Finalmente, cabe destacar que os dois tintos catarinenses, de mescla de diversas variedades de uvas, obtiveram a quarta e a quinta posições. Infelizmente, a garrafa do Casa Valduga Storia Gran Reserva Merlot 2006 estava “bouchonné” e por este motivo não recebeu pontuações.