Importações Brasileiras de Vinho 2013

11/02/2014 00:00

 

        Baseado no DECEX (orgão do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior), a UVIBRA – União Brasileira de Vitivinicultura elaborou dois quadros, retratando a importação brasileira de vinhos e de espumantes, em 2013. À seguir, apresento uma tabela unificada de vinhos e espumantes, mostrando os volumes importados, por país, no referido ano:

 

País                                       Volume (mil litros)         %

1º Chile                                    28.411,2                        39,3

2º Argentina                             13.435,8                        18,6

3º Portugal                                 9.365,6                        13,0

4º Itália                                      9.287,0                        12,9

5º França                                   4.576,4                         6,6

6º Espanha                                3.622,5                         5,0

7º Uruguai                                  1.372,3                         1,9

8º Austrália                                   553,2                         0,8

9º Estados Unidos                         534,6                         0,7

10º África do Sul                           502,3                         0,7

11º Alemanha                               116,1                          0,2

12º Grécia                                      13,2                          0,02

Outros                                          253,5                          0,4

Total                                        72.223,9

 

        Como por ser visto, 57,9% do volume importado originou-se do Chile e da Argentina. Entretanto, o Chile aumentou a distância com relação à Argentina, com quase o dobro do volume das importações desta última. Portugal e Itália vem mantendo posições sempre muito próximas, há vários anos.  

Já a Espanha vem anualmente aumentando a sua participação. Em 1999, ela era apenas a nona colocada e atualmente a sexta, se aproximando rapidamente da França. Houve um decréscimo no volume total de 10,1% em relação a 2012 e de7,5% em relação a 2011, cujas entradas montaram a 79.541,2 e 77.629,3 mil litros, respectivamente. Considerando que a produção nacional de vinhos finos (de uvas Vitis vinifera) e espumantes foi de apenas 35956,0 mil litros (33,2%) e o importado de 72.223,9 mil litros (66,8%), o total geral de vinhos finos e espumantes disponíveis para comercialização, em 2013, foi de 108.179,9 mil litros.