Douro x Alentejo

08/06/2011 00:00

Muitos são os fãs dos vinhos tintos do Alentejo, por ficarem prontos mais cedo e serem prazerosos. A degustação da Confrarina, de junho de 2011, cotejou 2 caros tintos alentejanos contra 2 grandes tintos durienses. Veja como foi esta prova:

 

Vinhos                                                     Grupo     JOA

1º Quinta do Vale Meão 2008                   93,6          95

2º Batuta 2007, Niepoort                           92,0          92,5

3º Pera Manca Tinto 2007                         91,6          90

4º Mouchão Tonel nº “3-4” 2005               89,9          88

  

Comentários: O resultado mostrou claramente que os grandes tintos do Douro talvez sejam, hoje, os melhores de Portugal. Na primeira colocação ficou o chamado “Barca Nova”, o Quinta do Vale Meão 2008, cujos frutos, por décadas, entraram na maioria da mescla do famoso Barca Velha. Mostrou um bouquet fino e complexo; sabor marcante, com taninos finos, boa acidez, elegante e um longuíssimo retrogosto. Na segunda posição outro duriense, o Batuta 2007. Em seguida, ficou o Pera Manca Tinto 2007, sempre muito caro e raramente empolgante. Fechando a fila, ficou o outro alentejano, o Mouchão Tonel nº “3-4” 2005. Curiosamente, este último vinho elaborado com 70% de Alicante Bouchet e 30% de Trincadeira, tem alguns seguidores. Particularmente, eu o acho muito concentrado, mas algo rústico, tendo sido o que menos agradou também ao resto do grupo.