Espécies de Feijão

 

        Três espécies de feijão são as mais cultivadas no Brasil: Phaseolus vulgaris, o feijão comum, cultivado em todo o território nacional; Vigna unguiculata, vulgarmente chamado de feijão-de-corda ou feijão-macassar, predominante na região Nordeste e na Amazônia; e Vigna angularis, o feijão azuki, introduzido mais recentemente no país.

                         

                                           (Tipos de feijão)

 

Feijão comum

        Segundo a Embrapa, existem hoje no Brasil 7 tipos de feijão comum de caráter comercial. São eles: Carioca, Preto, Rosinha, Roxinho, Mulatinho, Rajado e Jalo.

        Além desses tipos de feijão, existem os tipos especiais de grãos graúdos, como Cramberry, Dark Red Kidney, Red Speckled, Light Red Kidney entre outros, que são destinados à exportação. Entre eles, encontra-se também o nosso conhecido feijão Branco.

        De acordo com a Embrapa, o feijão do tipo Carioca é o mais produzido e consumido no Brasil, ficando com 70% do mercado. O preto responde por 20% e todas as outras variedades juntas totalizam 10%.

 

Feijão-caupi

        O feijão-caupi é também conhecido como feijão-macassar ou feijão-de-corda na região Nordeste; feijão-da-colônia na região Norte; e feijão-fradinho nos estados da Bahia e do Rio de Janeiro.

 

Outros "ditos feijões"

        O Andu, também chamado de Guandú e Ervilha-de-pombo, não é considerado um feijão, e sim, a leguminosa Cajanus cajan, originária da África Ocidental. É muito usado na culinária baiana.

        O Mangalô ou Feijão-mangalô, conhecido como Lablab, Orelha-de-padre e Feijão-de-pedra (em Portugal), também não é um feijão. É a leguminosa Lablab purpureus é originária da África, mas hoje é consumido em várias regiões do mundo, inclusive no Brasil.