Origem

 

  

                        

                                              (Arrozal na China)

 

            A origem do arroz é tão antiga, que talvez nunca se vá saber ao certo, onde e quando ele primeiro se desenvolveu. Porém, sabe-se que, por volta de 10.000 a.C., o arroz foi domesticado numa região do sul da Ásia, que abrange a Tailândia, a Myanmar e a Índia. Posteriormente, escavações arqueológicas ao longo do rio Yangtzé, atestaram que em 8.000 a.C., o arroz já era cultivado na China.

            Do sul da Ásia, o arroz deve ter migrado para o Oriente Médio, provavelmente antes de 1.000 a.C. Durante a expedição de Alexandre, o Grande, na Índia, em 327 a.C., ele tomou contato com o arroz. Posteriormente, os próprios macedônios os trouxeram para a Grécia.

            No século VIII d.C., os árabes foram responsáveis por introduzirem a rizicultura na Península Ibérica. Posteriormente, no século XIII, os espanhóis teriam levado o arroz para a Itália.

            A entrada do cereal na África Ocidental teria sido realizada pelos portugueses, cabendo aos espanhóis a introdução da cultura nas Américas, nos séculos XV-XVI.

            Em meados do século XVI, os colonizadores portugueses passaram a cultivar arroz em terras secas brasileiras, ocupando, áreas do Nordeste e do Norte do país. Porém, até meados do século XIX a base da alimentação do brasileiro era feijão com farinha. O arroz consumido nesta época, era do tipo curto conhecido como “cateto”, uma variedade da subespécie javanica, muito parecido com o japonês. Posteriormente, com a vinda de imigrantes europeus, principalmente para a região Sul do Brasil, foi criado um novo pólo arrozeiro, de terras irrigadas, no Rio Grande do Sul. Na década de 1970, foi introduzido no país, vindo da América do Norte, o arroz tipo longo fino chamado “agulhinha”, que logo se tornou o best-seller de nosso mercado. Mais recentemente, uma série de tipos especiais de arroz vem sendo desenvolvidos e/ou introduzidos no Brasil.

            Atualmente, milhares de variedades de arroz são cultivadas em mais de cem países, de todos os continentes, exceto na Antártica.